Deus morto

Deus morto

Edin Sued Abumanssur *

Desde criança aprendi que nós, os protestantes, não gostamos da imagem do crucifixo. Nossa ênfase era na cruz vazia e mais, no túmulo vazio. Cremos no Deus ressuscitado. Precisei ficar velho para entender e começar a gostar da cruz com aquele homem crucificado. A imagem é cruel e violenta, mas o sentido daquela imagem é pior. E eu gosto.

Gosto, mas não pela violência explícita e sim por aquilo que ela afirma: abandono, solidão, desilusão. “Deus meu, Deus meu… por que me abandonaste?”. Gosto porque me identifico com esse abandono, esse desamparo, essa solidão. Olhando para o crucifixo penso que, talvez, o cristianismo seja a única religião que afirma crer em um Deus morto. E gosto disso.

A cena que crio em minha mente sobre o episódio da paixão é de uma multidão em festa em Jerusalém, alegre e cheia de vida. O povo dançando e cantando nas ruas, dias iluminados e felizes. No entanto, a mesma multidão que o recebeu eufórica e esperançosa cantando “hosanas ao Filho de Davi”, poucos dias depois, prefere a Barrabáz aos gritos de “crucifica-o, crucifica-o”. Os soldados levantam a cruz com o salvador pregado nela e o povo, aos poucos, vai voltando para suas casas, suas rotinas e suas misérias. Ao final, restam ali, no Calvário, umas poucas mulheres abraçadas, chorando baixinho, buscando um consolo que não vem de nenhum lugar.

O desalento, a frustração, o medo, a incerteza, de alguma forma fazem parte do cristianismo e estão no centro da fé cristã. O salvador está morto, o Messias falhou, Deus nos abandonou, não há a quem recorrer.

Crer sem razão para crer, esperar contra toda esperança. Deus morreu, viva Deus!

 

 

* Professor vinculado ao Departamento de Ciência da Religião da PUC-SP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: